TiUnite – desempenho comprovado

Osseointegração melhorada e níveis de osso estável

A superfície para a osseointegração

A TiUnite é uma superfície de implante exclusiva que melhora a osseointegração. As suas propriedades e microporos semelhantes à cerâmica asseguram uma elevada osteocondutividade e uma rápida estabilização do osso recentemente formado. A histologia humana seis meses após a colocação do implante mostra o osso estabilizado nos poros da TiUnite (© Schüpbach Ltd, Suíça).

A TiUnite é uma superfície de implante exclusiva que melhora a osseointegração – mesmo sob as condições mais exigentes, incluindo ossos de baixa densidade e carga imediata.3, 11, 12, 14, 15, 16, 18 A TiUnite é uma camada de óxido de titânio espessa, moderadamente rugosa, altamente cristalina e com um teor elevado de fósforo19

Porquê escolher a TiUnite?

Osseointegração previsível com taxas de insucesso mínimas

A superfície de implante TiUnite foi introduzida pela primeira vez no Brånemark System no ano 2000. Esta mudança de superfícies maquinadas para a superfície TiUnite resultou numa clara redução da taxa de insucesso numa fase inicial, especialmente em áreas com baixa densidade óssea.1, 2

Submeta os seus implantes a carga imediata

A TiUnite também possibilita que os protocolos de carga imediata sejam usados com mais frequência e com resultados superiores.3 Adicionalmente, os implantes com a superfície TiUnite aumentam as taxas de sobrevivência se usados em cirurgias de revisão.4

Sucesso a longo e a curto prazo

A TiUnite mantém a estabilidade do implante imediatamente a seguir à colocação com osseointegração melhorada e estabilização no osso circundante.5, 6, 7 A longo prazo, mantém os níveis de osso marginal e de tecido mole, maximizando a resistência funcional e a estética.8, 9, 10

Documentação científica

A TiUnite é uma das superfícies de implante que tem sido mais estudada

A TiUnite foi clinicamente documentada em estudos e séries de casos em mais de 275 publicações. No total, foram utilizados mais de onze milhões de implantes com superfície TiUnite em pacientes, em todo o mundo.

Elevada estabilidade na fase crítica de cicatrização

A TiUnite mantém a estabilidade do implante imediatamente após a colocação com osseointegração melhorada e estabilidade no osso circundante.5, 6, 7 Isto é particularmente importante em regiões com osso de densidade baixa e/ou cargas oclusais elevadas, bem como para protocolos de carga imediata.

Experiência clínica com mais de 14 anos

São muito poucos os sistemas de implantes que podem oferecer uma variedade de dados a longo prazo que correspondam aos dados do Brånemark System original. Estão disponíveis estudos clínicos com dados de acompanhamento recolhidos até onze anos.8, 9, 10

Longevidade comprovada com 10 anos de dados clínicos

Os primeiros três estudos de longo prazo indicam que os implantes com superfície TiUnite mantêm o osso marginal, tanto em casos de edentulismo parcial como total, com taxas de sobrevivência cumulativas de 97,1–99,2% após dez ou mais anos – mesmo quando são colocados após extração e com carga imediata.8, 9, 10, 20

Níveis de osso marginal estável a longo prazo

Os implantes com superfície TiUnite demonstram uma excelente estabilidade do osso crestal a longo prazo.8, 9, 10, 13 Num estudo sobre a TiUnite, por exemplo, a alteração a médio prazo entre um e cinco anos é, em média, de 0,0 mm; e a alteração a longo prazo entre um e dez anos é de -0,3 mm (ver imagem à esquerda).9

Outras descobertas essenciais

Desempenho elevado nas condições mais exigentes, incluindo osso de densidade baixa e carga imediata.3, 11, 12, 14, 15, 16, 18

Existem várias semelhanças a nível estrutural entre a gengiva e o tecido em redor dos implantes, o que protege os tecidos moles subjacentes e o osso alveolar.17

Osseointegração

A beleza da osseointegração

Um notável conjunto de imagens mostra a beleza da osseointegração como nunca havia sido relevada. Gentilmente cedido por Prof. Dr. Peter Schüpbach.

Transfira o protetor de ecrã TiUnite para visualizar estas fantásticas imagens microscópicas de uma beleza impressionante.

Atração de plaquetas

A superfície TiUnite com carga negativa atrai proteínas presentes no sangue e plaquetas inativas imediatamente após a colocação do implante. Em simultâneo, a fibrila da rede de fibrina fica visível.

Ativação de plaquetas

As plaquetas começam a dilatar e formam pseudópodes. Com a libertação de adenosina difosfato (ADP), ficam pegajosas e agregam-se, fechando os vasos sanguíneos lesionados nas extremidades da lesão, por forma a parar a hemorragia.

Hemostase

A matriz de fibrina recém-formada possibilita a coagulação do sangue. As plaquetas ativadas são incorporadas na matriz e libertam grânulos cheios de enzimas e fatores de crescimento necessários para a cicatrização e formação óssea.

Coágulo sanguíneo

As células sanguíneas, as plaquetas ativadas e a fibrina formam um coágulo sanguíneo que adere à superfície TiUnite moderadamente rugosa. Para que a osteogénese de contacto se dê, é essencial que o coágulo sanguíneo se mantenha colado à superfície.

Matriz provisória

Os neutrófilos e, mais tarde, os macrófagos removem o coágulo sanguíneo durante os primeiros dois dias de cicatrização. As células osteogénicas fluem para a superfície TiUnite e migram para a parte frontal do osso em formação. Aqui, transformam-se em osteoblastos.

Osteogénese de contacto

O osso recém-formado desenvolve-se na superfície osteocondutora TiUnite e forma uma camada fina de osso não lamelar depositada diretamente na superfície e ao longo desta. Esta fina camada óssea crescerá através da continuação da aposição óssea e transformar-se-á em osso lamelar.

Estabilização do osso

Os osteoblastos para reconstrução óssea aderem à superfície TiUnite e cobrem os orifícios dos poros abertos. Iniciam a construção da matriz de colagénio de osso não lamelar diretamente nos poros e afastam-se da superfície. Isto forma a matriz óssea colagénica que acabará por mineralizar.

Superfície osteocondutora para formação de osso novo

O osso recém-formado preenche o espaço entre o osso local e o implante por osteogénese. Quando o osso alcança a superfície TiUnite, desenvolve-se na superfície por osteogénese de contacto, caracterizado pelo osso não lamelar depositado diretamente na superfície e ao longo desta.

Osseointegração

A luz transmitida e polarizada mostra a formação óssea na fase inicial (quatro semanas) e na fase contínua (seis meses) por osteogénese de contacto e osseointegração final.

Sulcos

Os sulcos adicionados às roscas do implante favorecem a formação óssea inicial. O osso cresce em espiral ao longo dos sulcos antes de se disseminar lateralmente ao longo de toda a superfície TiUnite.

Fragmentos ósseos

Durante a perfuração, são gerados fragmentos ósseos e acumulados na osteotomia, especialmente na região apical. Nesta área, servem de núcleo para a formação óssea, conduzindo as células osteogénicas através da lesão e em direção à superfície TiUnite.

Testemunhos

O Prof. Bertil Friberg da Brånemark Clinic, na Suécia, explica porque gosta da TiUnite.

Prof. Bertil Friberg, Brånemark Clinic, Suécia

"A superfície TiUnite melhorou os nossos resultados, especialmente no osso enxertado e no osso de baixa densidade. Sem dúvida, serviu também para reduzir significativamente a nossa taxa de insucesso inicial."

O Dr. Thomas Müller-Hotop, da Alemanha, explica porque usa a TiUnite para todas as indicações.

Dr. Thomas Müller-Hotop, Alemanha

"Desde que a superfície TiUnite ficou disponível no mercado, temo-la usado no nosso consultório dentário para todas as indicações. Vemos grandes vantagens em indicações avançadas, tais como a colocação imediata de implantes, a carga imediata e a colocação de implantes em condições de osso de baixa densidade."

O Dr. Javier Alández, de Espanha, explica porque é que o protocolo de função imediata com implantes TiUnite é previsível.

Dr. Javier Alández, Espanha

"Realizámos recentemente um estudo retrospetivo utilizando a Immediate Function (Função Imediata). Com base nos resultados de um acompanhamento ao longo de seis anos, podemos concluir que o protocolo Immediate Function com implantes TiUnite é previsível e podemos esperar uma taxa de sucesso elevada."

Bibliografia

Balshi SF, Wolfinger GJ, Balshi TJ. Analysis of 164 titanium oxide surface implants in completely edentulous arches for fixed prosthesis anchorage using the pterygomaxillary region. Int J Oral Maxillofac Implants. 2005; 20:946-52

Ler na PubMed

Olsson M, Stenport V, Jemt T. Incidence of first implant failure. A retro-prospective study on 10 719 implant operations in 8 528 treated patients during a 28-years period of time at one specialist clinic. submitted 2014.

Rocci A, Rocci M, Rocci C, Scoccia A, Gargari M, Martignoni M, Gottlow J, Sennerby L. Immediate loading of Brånemark System TiUnite and machined-surface implants in the posterior mandible: a randomized open-ended clinical trial. Int J Oral Maxillofac Implants. 2013 May-Jun;28(3):891-5. doi: 10.11607/jomi.2397

Ler na PubMed

Alsaadi G, Quirynen M, van Steenberghe D. The importance of implant surface characteristics in the replacement of failed implants. Int J Oral Maxillofac Implants. 2006; 21:270-74

Ler na PubMed

Glauser R, Portmann M, Ruhstaller P, Lundgren AK, Hämmerle CH, Gottlow J. Stability measurements of immediately loaded machined and oxidized implants in the posterior maxilla. A comparative clinical study using resonance frequency analysis. Applied Osseointegration Research 2001; 2:27-9

Zechner W, Tangl S, Furst G, Tepper G, Thams U, Mailath G, Watzek G. Osseous healing characteristics of three different implant types. Clin Oral Implants Res 2003; 14:150-7

Ler na PubMed

Ivanoff CJ, Widmark G, Johansson C, Wennerberg A. Histologic evaluation of bone response to oxidized and turned titanium micro-implants in human jawbone. Int J Oral Maxillofac Implants 2003; 18:341-8

Ler na PubMed

Degidi M, Nardi D, Piattelli A. 10-Year Follow-Up of Immediately Loaded Implants with TiUnite Porous Anodized Surface. Clin Implant Dent Relat Res 2012; 14(6):828-38

Ler na PubMed

Östman PO, Hellman M, Sennerby L. Ten years later. Results from a prospective single-centre clinical study on 121 oxidized (TiUnite) Brånemark implants in 46 patients. Clin Implant Dent Relat Res 2012 Dec; 14(6):852-60

Ler na PubMed

10 Glauser R. Eleven-year results of implants with an oxidized surface placed predominantly in soft bone and subjected to immediate occlusal loading. Clin Oral Impl Res 2012; 23 suppl 7;140-1

11 Kolinski ML, Cherry JE, McAllister BS, Parrish KD, Pumphrey DW, Schroering RL. Evaluation of a Variable-Thread Tapered Implant in Extraction Sites With Immediate Temporization: A 3-Year Multi-Center Clinical Study. J Periodontol 2014; 85: 386-394

Ler na PubMed

12 Marzola R, Scotti R, Fazi G, Schincaglia GP. Immediate loading of two implants supporting a ball attachment-retained mandibular overdenture a prospective clinical study. Clin Implant Dent Relat Res 2007; 9:136-43

Ler na PubMed

13 Nickenig H, Wichmann M, Schlegel K, Nkenke E, Eitner S. Radiographic evaluation of marginal bone levels adjacent to parallelscrew cylinder machined-neck implants and rough-surfaced micro-threaded implants using digitized panoramic radiographs. Clin Oral Impl Res 2009; 20:550-4

Ler na PubMed

14 Arnhart C, Kielbassa AM, Martinez-de Fuentes R, Goldstein M, Jackowski J, Lorenzoni M, Maiorana C, Mericske-Stern R, Pozzi A, Rompen E, Sanz M, Strub JR. Comparison of variable-thread tapered implant designs to a standard tapered implant design after immediate loading. A 3-year multicentre randomised controlled trial. Eur J Oral Implantol 2012; 5: 123-136

Ler na PubMed

15 Glauser R. Implants with an Oxidized Surface Placed Predominately in Soft Bone Quality and Subjected to Immediate Occlusal Loading: Results from a 7-Year Clinical Follow-Up. Clin Implant Dent Relat Res 2013; 15: 322-331.

Ler na PubMed

16 Liddelow G and Henry P. The immediately loaded single implant-retained mandibular overdenture: a 36-month prospective study. Int J Prosthodont 2010; 23:13-21

Ler na PubMed 

17 Schüpbach P, Glauser R. The defense architecture of the human periimplant mucosa: a histological study. J Prosthet Dent 2007; 97(6 Suppl):15-25

Ler na PubMed

18 Mura P. Immediate Loading of Tapered Implants Placed in Postextraction Sockets: Retrospective Analysis of the 5-Year Clinical Outcome. Clin Implant Dent Relat Res 2012; 14: 565-574

Ler na PubMed

19 Hall J, Lausmaa J. Properties of a new porous oxide surface on titanium implants. Applied Osseointegration Research 2000; 1: 5-8

20 Mozzati M, Gallesio G, Del Fabbro M. Long-term (9-12 years) outcomes of titanium implants with an oxidized surface: a retrospective investigation on 209 implants. J Oral Implantol. 2013 Oct 31. [Epub ahead of print]

Ler na PubMed